HISTÓRIA  

1992

A ESMAT é um projecto orientado para o desenvolvimento harmonioso e qualificado do jovem, distinguindo-se do ensino impessoal pela harmoniosa coexistência que promove entre os diferentes e mais ou menos comprometidos agentes de ensino, sejam eles os jovens, os professores e restante comunidade escolar, os pais ou os empresários, aproximando uns e outros no sentido de um futuro mais promissor para os futuros quadros e empresários do nosso país.

Neste ano é criada a ESMAT – Escola de Comércio de Matosinhos,cujo acto de fundação se consubstancia no Contrato-Programa celebrado a 10 de Agosto de 1992 com o então GETAP (Gabinete de Educação Tecnológica, Artística e Profissional), tendo o seu funcionamento na Rua Brito Capelo, 168, em Matosinhos.

Cursos oferecidos:
Comércio Externo
Turismo
Comunicação / Marketing, Relações Públicas e Publicidade

 

1997

Com a adesão de Portugal à antiga Comunidade Económica Europeia (CEE), deixou de ter interesse a aposta num curso de Comércio Externo, sendo substituído por um curso que, na altura, era fundamental para promover o desenvolvimento empresarial do concelho, o curso de Secretariado.

Cursos oferecidos:
Turismo
Secretariado
Marketing

 

1999

Com a publicação do Decreto-Lei 4/98, que obrigou as escolas profissionais a alterar a sua constituição jurídica, a Associação Empresarial do Concelho de Matosinhos (AECM), proprietária da escola, decidiu criar a entidade EPROMAT – Escola Profissional de Matosinhos e atribui à escola o nome de EPROMAT – Escola Edmundo Ferreira, em homenagem ao patrono da escola, o senhor Edmundo Ferreira.

Quem é Edmundo Ferreira?

Edmundo Alves Ferreira nasceu na Freguesia da Vitória, na cidade do Porto, em 4 de Maio de 1905 e faleceu em Matosinhos, em 4 de Setembro de 1971, com 66 anos de idade.

Após os seus estudos, na Escola Industrial Infante D. Henrique, iniciou a sua vida de trabalho aos 18 anos de idade, como empregado de escritório e, depois como bancário, no Banco Espírito Santo e Comercial de Lisboa.

Colaborou também profissionalmente na Fábrica de Conservas Lopes da Cruz & Cª., Lda. e, em 1926, fundou a sua primeira empresa.

O seu grande dinamismo está na origem da fundação da firma Lage, Ferreira & Cª., Lda., que foi organizada em Março de 1930.

Foi essa empresa que fundou em Matosinhos a Fábrica de Conservas “Nun’Álvares” e, em Vila do Conde, a Fábrica de Conservas “Aviz”, as quais foram apetrechadas com a mais moderna maquinaria, necessária à perfeita preparação da sardinha portuguesa, nas melhores condições e completa higiene e asseio, que contribuíram para o elevado prestígio da indústria portuguesa de conservas.

Edmundo Alves Ferreira pertenceu também à Sociedade de Pesca São Brás, Lda., proprietária das traineiras “São Bento” e “Senhor do Padrão”, e da firma Neiva Serranos, Lda., proprietária das traineiras “Anjo do Céu” e “Anjo do Mar”.

Foi igualmente sócio fundador da firma Vasco & Ferreira, Lda., que fundou uma fábrica de transformação de tomate, em Riachos. Fundou também a firma Siza, Ferreira & Amorim, Lda., que explorou o “Café Central”, instalado provisoriamente neste prédio da Rua Brito Capelo.

Edmundo Alves Ferreira foi Vereador da Câmara Municipal de Matosinhos, entre 1946 e 1954, tendo sido incumbido do Pelouro de Urbanização e Turismo.

Foi também Presidente da Comissão Municipal de Turismo e da Comissão das Festas do Senhor de Matosinhos.

Como dirigente associativo, foi Presidente e Director do Leixões Sport Clube; do Matosinhos Velo Clube; da Associação Comercial e Industrial de Matosinhos; do Grémio dos Industriais de Conservas de Peixe do Norte; fundador do Rotary Clube de Matosinhos e Sócio Fundador do Clube Infante de Sagres.

Se todas estas actividades contribuíram decisivamente para o desenvolvimento do Concelho de Matosinhos, a sua maior obra, que ainda hoje perdura, foi a construção e inauguração em 18 de Maio de 1947, do Hotel Porto Mar, corajoso empreendimento económico para a época, que veio preencher uma importante lacuna em Matosinhos, onde até então só existiam algumas pensões, embora no mesmo local do Hotel Porto Mar funcionasse anteriormente o Hotel Central.

Fez parte da Delegação de Matosinhos da ANT – Assistência Nacional aos Tuberculosos, constituída pelos Dr. Neves de Castro, Dr. Mário Cardia, Domingos Ferreira Leite e Edmundo Alves Ferreira.

O industrial Edmundo Alves Ferreira deslocou-se a Moçambique em 1952, para estudar as potencialidades de aproveitamento das pescas, com a intenção de aí fundar fábricas de conservas semelhantes às que criou em Matosinhos, Vila do Conde e toda a Europa, iniciando em Moçambique a sua visita à África.

Foi também Director da Revista “Conservas”, publicação mensal da indústria portuguesa de conservas, editada em Matosinhos, em 1936.

Através dessa interessante revista, poderemos ficar a conhecer a notável actividade do Consórcio de Conservas de Peixe, organização antecessora do Grémio dos Industriais de Conservas de Peixe do Norte, a que Edmundo Alves Ferreira dedicou muito do seu tempo.

Edmundo Ferreira afeiçoou-se de tal maneira a Matosinhos que, quando decidiu mandar construir a sua vivenda, podendo fazê-lo nas zonas residenciais chiques da Foz e de Lordelo do Ouro, onde já possuía a magnífica Quinta da Murta, que se mantém na propriedade da família, preferiu, continuar a residir em Matosinhos, onde viria a falecer em 4 de Setembro de 1971 e a ser sepultado, em jazigo próprio, no Segundo Cemitério Municipal de Matosinhos, em Sendim.

Decorridos já 33 anos após o falecimento, a sua personalidade continua viva na memória de grande número de matosinhenses que o conheceram e estimaram.

Quem conheceu Edmundo Alves Ferreira e a sua obra, sempre que passar nas Ruas: Brito Capelo, Roberto Ivens, Sousa Aroso, Brito e Cunha, D. João I, Mouzinho de Albuquerque, Avenida da República, etc., por onde se encontra distribuído grande parte do seu património, certamente não poderá deixar de recordar a sua imagem.

Edmundo Ferreira, cuja acção tanto contribuiu para o progresso e modernização de Matosinhos, é uma figura que dificilmente poderá ser esquecida.

O exemplo da sua vida de trabalho e de amor a Matosinhos é um modelo a seguir por todos os alunos da Escola Edmundo Ferreira, que muito justamente o tomam como seu Patrono.

Cursos oferecidos:
Turismo
Secretariado
Comércio / Marketing

2005

Com o crescimento da actividade em torno da formação desenvolvida, as instalações existentes já não eram suficientes para se atingir os níveis de excelência pretendidos. Assim, durante o ano de 2005, a actividade formativa da escola passou a desenrolar-se em dois edifícios distintos, apesar de bastante próximos.

Desta forma, a sede da escola passou a ser na Rua Conde S. Salvador, 291, passando o edifício anterior a servir apenas como pólo de apoio à formação.

 

2006

No ano lectivo 2006/2007, tendo em consideração a informação obtida junto da Associação Empresarial do Concelho de Matosinhos, procedeu-se à substituição do curso de Secretariado pelo curso de Técnico de Recepção, procurando-se responder às reais solicitações do mercado de trabalho.

Cursos Oferecidos:
Turismo
Marketing
Recepção

 

2007

O ano de 2007 ficou marcado pela alteração completa da imagem corporativa, que se aproximasse mais da realidade existente na escola, jovem e dinâmica.

É neste ano que começa a ser desenvolvida a estratégia de crescimento da escola, promovida pela implementação de conceitos inovadores ao nível da formação.

 

2008

Durante o ano de 2008 começa, de facto, o forte crescimento da oferta formativa, passando a escola a oferecer, para além dos Cursos Profissionais, os Cursos de Educação e Formação de Jovens, de nível II, os cursos de Educação e Formação de Adultos, neste ano apenas com equivalência ao 9º ano de escolaridade e nível II, e as Formações Modulares Certificadas de curta duração, para activos.

Cursos Oferecidos:
Ensino Profissional
   Turismo
   Marketing
   Vitrinismo
   Multimédia
   Higiene e Segurança no Trabalho e Ambiente
Educação e Formação de Jovens
   Instalador / Reparador de Computadores (Nível II)
Educação e Formação de Adultos
   Técnico de Comércio (EFA)
Formações Modulares de Pequena Duração
   Informática inicial e avançada
   Inglês
   Merchandising e Vitrinismo
   Implementação e avaliação do HACCP
   Nutrição
   Contabilidade

 

2010

No ano de 2010, a oferta formativa alarga-se ainda mais com a implementação dos Cursos de Especialização Tecnológica, pós-secundários, de nível V e com o alargamento do número de cursos de Educação e Formação de Adultos, ao nível do 6º, 9º e 12º ano de escolaridade.


Cursos Oferecidos:
Ensino Profissional (Nível IV)
   Turismo
   Marketing
   Vitrinismo
   Multimédia
   Higiene e Segurança no Trabalho e Ambiente
Educação e Formação de Jovens (Nível II)
   Instalador / Reparador de Computadores
Educação e Formação de Adultos
   EFA Escolar B2 – 6º ano de escolaridade
   EFA Escolar B3 – 9º ano de escolaridade
   EFA Escolar Nível Secundário – 12º ano de escolaridade
Formações Modulares de Pequena Duração
   Informática Inicial e Avançada
   Inglês
   Enologia
Curso de Especialização Tecnológica (Nível V)
   Aplicações Informáticas de Gestão